RSS

Arquivo da tag: criança

Quando um pai não explica direito

Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada…

– Pai, quem são aquelas senhoras?

O pai meio embaraçado, responde:

– Não interessa filho… Olhe antes para esta loja… Já viu os lindos brinquedos que tem?

– Sim, sim, já vi. Mas… quem são as senhoras e o que é que estão fazendo ali paradas?

– São… são. São senhoras que vendem na rua.

– Ah, sim?! Mas vendem o quê?? – Pergunta admirado o garoto.

– Vendem…. vendem… Sei lá… vendem um pouco de prazer.

O garoto começa a refletir sobre o que o pai lhe disse, e quando chega em casa, abre a sua carteira com a intenção de ir comprar um pouco de prazer.

Estava com sorte! Podia comprar 50 reais de prazer!

No dia seguinte vai ver uma prostituta e pergunta-lhe:

– Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 reais de prazer, por favor?

A mulher fica admirada, e por momentos não sabe o que dizer, mas como a vida está difícil, ela aceita. Porém, como não poderia agir de forma ‘normal’ com o garotinho, leva o garoto para casa dela e prepara-lhe seis pequenas tortas bem gostosas de morango e chocolate.

Já era tarde quando o garoto chega em casa.

O seu pai, preocupado pela demora do filho, pergunta-lhe onde ele tinha estado. O garoto olha para o pai e diz:

– Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem, para lhe comprar um pouco de prazer!

O pai fica amarelo:

– E… e então… como é que se passou?

– Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade em comer, a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas comi mesmo assim. Ao final estava todo lambuzado, melequei todo o chão, e a senhora me convidou para voltar amanhã,mas para ser sincero ao senhor eu só tive prazer nas três primeiras , as outras só comi para mostrar que sou homem mesmo, posso ir amanhã novamente, pai?

O pai desmaiou.

 
1 comentário

Publicado por em 05/12/2011 em Humor, Sopa de Tudão

 

Tags: , , ,

Os pais do ano – 2



Ver mais… Read the rest of this entry »

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18/08/2011 em Humor, Sopa de Tudão

 

Tags: , ,

Resposta sincera sobre Rugby

 
Deixe um comentário

Publicado por em 01/07/2011 em Sopa de Tudão

 

Tags: , , , ,

Encontrando velhos amigos

Encontrando velhos amigos

Cuidado como chamar os amigos!

Outro dia estava no mercado quando vi no final do corredor um amigo da época da escola, que não encontrava há séculos. Feliz com o reencontro me aproximei já falando alto:

– Oswaldo, sua bichona! Quanto tempo!!!!

E fui com a mão estendida para cumprimentá-lo. Percebi que o Oswaldo me reconheceu, mas antes mesmo que pudesse chegar perto dele só vi o meu braço sendo algemado.

– Você vai pra delegacia! – Disse o policial que costuma frequentar o mercado.

Eu sem entender nada perguntei:

– Mas o que que eu fiz?

– HOMOFOBIA! Bichona é pejorativo, o correto seria chamá-lo de grande homosexual.

Nessa hora antes mesmo de eu me defender o Oswaldo interferiu tentando argumentar:

– Que isso moço, o quatro-olhos aí é meu amigo antigo de escola, a gente se chama assim na camaradagem mesmo!!

– Ah, então você estudou vários anos com ele e sempre se trataram assim?

– Isso mesmo, é coisa de criança!

E nessa hora o policial já emendou a outra ponta da algema no Oswaldo:

– Então você tá detido também.

Aí foi minha vez de intervir: “Mas meu Deus, o que foi que ele fez?”

– BULLYING! Te chamando de quatro-olhos por vários anos durante a escola.

Oswaldo então se desesperou: “Que é isso seu policial! A gente é amigo de infância! Tem amigo que eu não perdi o contato até hoje. Vim aqui comprar umas carnes prum churrasco com outro camarada que pode confirmar tudo!

E nessa hora eu vi o Jairzinho pé-de-pato chegando perto da gente com 2 quilos de alcatra na mão. Eu já vendo o circo armado nem mencionei ‘pé-de-pato’ pra não piorar as coisas, mas ele sem entender nada ao ver o Oswaldo algemado já chegou falando:

– Que porra é essa negão, que que tu aprontou aí?

E aí não teve jeito, foram os três parar na delegacia! Hoje estamos respondendo processo por HOMOFOBIA BULLYING RACISMO

Moral da história: Nos dias de hoje é um perigo encontrar velhos amigos!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 07/06/2011 em Humor, Sopa de Tudão

 

Tags: , , , , , , ,

Criança diz cada uma…

Havia, na revista ‘Pais e Filhos’, um espaço de Pedro Bloch, pediatra e teatrólogo, de coisas engraçadas que as crianças diziam.

Essas historinhas são verdadeiras:

1.

Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.
A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia.
Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível.
A menina, então disse:
– Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar a Jonas.
A professora lhe perguntou:
– E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?
A menina respondeu:
– Aí a senhora pergunta!

2.

Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança.
Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu:
– Estou desenhando Deus.
A professora parou e disse:
– Mas ninguém sabe como é Deus.
Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina respondeu:
– Saberão dentro de um minuto!

3.

Uma honesta menina de sete anos admitiu calmamente a seus pais que Luis Miguel havia lhe dado um beijo depois da aula.
– E como aconteceu isso?-perguntou a mãe assustada.
– Não foi fácil- admitiu a pequena senhorita – mas três meninas me ajudaram a segurá-lo!

4.

Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha. De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura. Olhou para sua mãe e lhe perguntou:
– Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?
A mãe respondeu:
– Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco. A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse:
– Mãe, porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?

5.

Um menino de três anos foi com seu pai ver uma ninhada de gatinhos que haviam acabado de nascer. De volta a casa, contou, com excitação, para sua mãe que havia gatinhos e gatinhas.
– Como você soube disso?- perguntou a mãe.
– Papai os levantou e olhou por baixo- respondeu o menino- acho que ali estava a etiqueta!

6.

Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadi-los a comprar uma cópia da foto do grupo.
– Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos disserem: ‘ali está Catarina, é advogada’, ou também ‘este é o Miguel. Agora é médico’.
Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:
– E ali está a professora. Já morreu!
 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/04/2010 em Sopa de Tudão

 

Tags: ,

 
%d blogueiros gostam disto: